level1

quarta-feira, 18 de março de 2015

Sapo Apaixonado

História do Sapo Apaixonado de Max velthuijs.
O Sapo Apaixonado
Era uma vez um sapo que estava sentado à beira do rio. Sentia-se esquisito. Não sabia se estava contente ou se estava triste.
Toda a semana tinha andado a sonhar. Que teria?
Foi então dar uma volta, a meio do seu caminho encontrou o Porquinho.
- Olá, Sapo – disse o Porquinho. – Estás bem? É que não estás com muito bom ar.
- Não sei – disse o Sapo. – Tenho vontade de rir e de chorar ao mesmo tempo. E aqui dentro de mim tenho uma coisa que faz tum-tum.
- Talvez estejas constipado – disse o Porquinho. – Acho que devias de ir para casa.
Preocupado o Sapo continuou o seu caminho.
Depois passou por casa da Lebre e preocupado exclamou:
- Lebre, não me sinto bem.
- Entra e senta-te um bocadinho – respondeu ela muito simpática. – Ora então, que se passa?
- Umas vezes fico com calor e outras fico com frio. E aqui dentro de mim tenho uma coisa que faz tum-tum.
E meteu a mão da Lebre no peito, para esta sentir.
Preocupada com o que sentiu, a Lebre entrou em casa e foi direito à estante, dela tirou um enorme livro. Depois de virar algumas folhas pensou muito, como um verdadeiro médico e ao fim de um tempo disse:
- Já sei. É o teu coração. O meu também faz tum-tum.
- Mas o meu às vezes faz tum-tum mais depressa do que o costume.
Faz um-dois, um-dois, um-dois – disse o Sapo.
- Aha! – disse ela. – Coração a bater acelerado, ataques de calor e de frio…quer dizer que estás apaixonado!
- Apaixonado? – Disse o Sapo, surpreendido. – Epa! Nunca tive uma cena dessas…
Ficou tão contente que deu um salto enorme pela porta fora.
O Porquinho assustou-se muito quando o Sapo de repente lhe caiu do céu.
- Estás melhor? – perguntou o Porquinho.
- Se estou! Sinto-me ótimo – disse o Sapo. – Estou apaixonado!
- Bem, isso é uma boa notícia. Quem é a sortuda? – Perguntou o Porquinho.
O Sapo não tinha tido tempo para pensar nisso.
Confuso e pensativo disse:
- Já sei! Estou apaixonado pela linha e adorável patinha branca!
- Não pode ser – disse o Porquinho. – Um sapo não pode estar apaixonado por uma pata. Tu és verde e ela é branca.
Mas o Sapo não se importou com o que o Porquinho disse.
O Sapo não sabia escrever, mas sabia fazer bonitas pinturas. Quando voltou para casa fez uma linda pintura, com muito verde, que era a cor que gostava mais.
Quando caiu a noite, o Sapo saiu de casa com a pintura e enfiou-a por baixo da porta da Pata.
Devido à emoção, tinha o coração a bater com toda a força.
A pata ficou muito admirada quando encontrou a pintura.
- Quem terá colocado esta pintura debaixo da porta? É tão linda, vou pendurá-la na parede.
No dia seguinte o Sapo colheu um belo ramo de flores. Ia oferecê-las à Pata.
Mas quando chegou à porta não teve coragem para a enfrentar. Pôs as flores ao pé da porta e fugiu o mais depressa possível.
E durante muito tempo as coisas continuaram assim.
A Pata adorava aqueles presentes. Mas quem é que os mandaria?
Pobre Sapo! Apesar de perder o apetite, à noite também não dormia. E assim, continuou durante semanas.
Como é que havia de mostrar à Pata que gostava dela?
- Tenho que fazer uma coisa que mais ninguém seja capaz – decidiu ele. – Tenho de bater o recorde do mundo de salto em altura! A Patinha vai ficar muito surpreendida, e depois ela também vai gostar de mim.
O Sapo começou logo a treinar. Praticou salto em altura dias a fio.
Saltava cada vez mais alto, até às nuvens. Nunca nenhum sapo do mundo tinha saltado tão alto.
- O que terá o Sapo? – perguntava a Pata, preocupada. – Saltar assim é perigoso. Ainda acaba por se magoar. E tinha razão.
Às duas horas e treze minutos da tarde de sexta-feira, as coisas correram mal. O Sapo estava a dar o salto mais alto da história quando perdeu o equilíbrio e caiu ao chão.
A Pata, que ia a passar nessa altura, veio a correr ajudá-lo.
O Sapo mal conseguia andar. A Pata levou-o para casa e tratou dele com muito carinho.
- Ó Sapo, podias ter-te matado! – disse ela. – Olha que tens que ter cuidado. Gosto tanto de ti!
Então, finalmente o Sapo lá conseguiu arranjar coragem:
- Eu também gosto muito de ti, querida Pata – balbuciou ele.
Tinha o coração a fazer tum-tum mais depressa do que nunca, e ficou com a cara muito verde.
Desde então, amam-se perdidamente.
Um sapo e uma pata….
Verde e branca.
O amor não conhece barreiras.  

Autoria: Max velthuijs

42 comentários:

  1. Adorei a história., muito interessante!

    ResponderExcluir
  2. Eu acho essa história muito legal eu adoro amor

    ResponderExcluir
  3. muito lindinha a historinha minha pequena adorouu ��❤

    ResponderExcluir
  4. Que linda historia,minha filha gosta muito

    ResponderExcluir
  5. Max velthuijs deve ser Palmeirense fez o Amor verde e branco...que bonitinho!

    ResponderExcluir
  6. Amei,muito interessante,minha filha amou

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito de contar historinhas pra meu filho antes de eke dormir. Este site e maravilhoso

    ResponderExcluir
  8. História pura e singela, com muitos valores a serem aprendidos... Gostei!

    ResponderExcluir
  9. Adoramos, muito lindinha a história

    ResponderExcluir
  10. Muito legal, o amor não tem barreira e não tem raça simplesmente e um sentimento maravilhoso que todos deveriam senti.

    ResponderExcluir
  11. Meus pequenos adoraram pois o coração deles também faz tum tum

    ResponderExcluir
  12. Meu filho adorou, disse q as histórias de amor são as melhores que tem rs. Victor 7 anos.

    ResponderExcluir
  13. Ótima história! Meu pequeno adorou até dormiu.

    ResponderExcluir
  14. Minha filha tem 6 anos, gostou muito da história.

    ResponderExcluir
  15. Muito linda essa historinha ❤️��

    ResponderExcluir
  16. que delícia.... deveria ter mais histórias assim... eu li pro meu filho dormir e funcionou muito bem... ele adora historias com animais

    ResponderExcluir
  17. Muito linda! Contei essa para meus irmãos e eles amaram, muita ternura e uma mensagem linda no final s2

    ResponderExcluir
  18. Linda história! Adorei meu filho também. Obrigada

    ResponderExcluir
  19. Acabei de ler para meu filho, ele adorou! Há eu também, o amor é lindo.

    ResponderExcluir
  20. Meu filho Matheus adorou essa história maneira. Beijos

    ResponderExcluir
  21. Parabéns, meu filho achou o máximo

    ResponderExcluir
  22. a história tem uma nartativa muito agradável eu e meu filho gostamos de ler do início ao fim, linda

    ResponderExcluir
  23. linda a história, de narrativa muito agradável, eu e meu filho gostamos muito, recomendamos aos contadores de histórias, quero ver mais histórias por aqui!!

    ResponderExcluir
  24. Que história rica!!
    Vou trabalhar com ela.

    ResponderExcluir
  25. muito bom...salvou minha noite. ..meu filho de 5 anos durmiu feliz com essa história e eu tb ne...muito agradecido!

    ResponderExcluir

QUAL HISTÓRIA INFANTIL VOCÊ QUER VER AQUI?

Total de visualizações de página

Todas pessoas abaixo tem o mesmo interesse que você, siga você também

Postagens populares

Google+ Badge

SITES ESTRELAR

  • "TAMBÉM PODERÁ GOSTAR DE:"